Por que George R.R. Martin faz você chorar – basta escrever

Por que George R.R. Martin faz você chorar – basta escrever

Por que George R.R. Martin faz você chorar - basta escrever
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br



TRANSCRIÇÃO DE VÍDEO:

Seria um eufemismo dizer que as pessoas se apegam aos personagens de Guerra dos Tronos.

Nós amamos esses personagens, tememos e sentimos por eles, mas como diabos George R.R. Martin fez isso?

Acho que a resposta é porque ele entende a emoção mais importante que você precisa em qualquer história: empatia.

Tornar seu público empático com seus personagens é absolutamente crucial, mas é um passo que muitas vezes é esquecido. Quero dizer, quantos programas de TV ou filmes você viu onde pensou:

NÃO ME IMPORTO COM QUALQUER DESTES PERSONAGENS!

Isso porque os escritores se esqueceram empatia, e isso é um erro letal para uma história.

Então, vamos dar uma olhada nas técnicas que George R.R. Martin usa para fazer você se importar com seus personagens.

# 1: “Aleijados, bastardos e coisas quebradas”

Quase todos os personagens principais de Game of Thrones têm uma deficiência.

E não me refiro apenas a deficiências físicas, mas literalmente qualquer coisa que coloque esse personagem em uma desvantagem aparentemente permanente no mundo. Jon é um bastardo. Tyrion é um anão. Daenerys, Sansa e Arya enfrentam muitos obstáculos simplesmente porque são mulheres.

Esses personagens não têm apenas problemas externos como “preciso de dinheiro”. Os problemas deles são um produto de suas próprias identidades. Coisas que não podem ser mudadas.

E por isso, torcemos por eles. Queremos ver como eles superam o insuperável.

Até Ned Stark, que não tem deficiência física, é deliberadamente colocado em situações em que ele está em desvantagem. Ele é um soldado honrado que precisa navegar na política de Porto Real. Todos os seus pontos fortes no campo de batalha são falhas de caráter nessa arena (lealdade, honra, decência), e é por isso que torciamos para que ele fosse bem-sucedido e choramos quando ele falha.

Leia Também  A idade do influenciador acabou?
cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Isso nos leva a…

# 2: Perdendo “a coisa mais importante”

Westeros está cheio de pessoas horríveis e repreensíveis, mas de vez em quando George R.R. Martin consegue transformar um deles em um personagem que nos interessa apaixonadamente.

Quão?

Bem, está ligado ao primeiro ponto. No meio da história, Martin colocou uma deficiência nesses personagens que tira o que eles mais queriam antes daquele momento.

Jamie se orgulhava de suas habilidades como espadachim. Então é claro que ele perde a mão de combate. Nas suas próprias palavras: “Eu era essa mão.” O velho Jamie, que poderia intimidar-se com qualquer situação, já se foi, e é forçado a amadurecer e a se tornar uma pessoa melhor.

Theon quer sexo barato e ser visto como um homem forte. Quando ele é castrado por Ramsey, precisa abandonar seu ego, sua obsessão pela masculinidade e deve agir desinteressadamente a serviço dos outros.

O que estou dizendo aqui é que a estratégia de Martin é uma fórmula bastante direta. Pegue um personagem que não gostamos, retire tudo o que eles pensavam ser importante para eles. E é isso! De repente, estamos apaixonados.

Mas o que acontece se você fizer a mesma coisa com um personagem que já gostamos e simpatizamos?

Bem, em uma palavra, eles morrem.

Quando Ned é preso, ele é forçado a desistir do que mais valoriza – sua honra – e admitir que é um traidor. Esta é uma forma de suicídio de personagem. Ele morre no momento em que diz essas palavras. Quando o rei Jeoffrey o executa, é realmente apenas uma formalidade.

Falando do rei Jeoffrey …

# 3: A moralidade é relativa nas histórias

Para não ficar muito psicológico aqui, mas as pessoas são realmente ruins em julgar o valor de QUALQUER COISA, a menos que possamos compará-lo a outra coisa. É o caso dos planos e roupas do telefone celular, e também os personagens das histórias.

Leia Também  Estratégia de integração B2B com APIs e EDI

Como eu sei disso?

Bem, esta é Darla de Procurando Nemo.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Luiz Presso
Luiz Presso