Ricky Hatton: Eu me sinto um pouco enganado por perda de Floyd Mayweather!

Ricky Hatton: Eu me sinto um pouco enganado por perda de Floyd Mayweather!

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


O ex-campeão mundial de duas divisões Ricky Hatton acredita que ele poderia ter feito muito mais em dezembro de 2007, quando viajou para Las Vegas para apostar seu recorde invicto contra o campeão dos médios WBC Floyd Mayweather no MGM Grand.

Mayweather largaria e impediria Hatton na décima rodada para manter seu título mundial.

Ao refletir sobre essa luta, Hatton ainda está irritado com o ato de oficiar.

Ele acredita que o juiz Joe Cortez o impediu de lutar por dentro.

Hatton diz que foi capaz de entrar no interior com bastante frequência, mas afirma que assim que chegasse perto – Cortez os dividiria para criar espaço.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

Para se preparar para a luta, Hatton estudou a primeira luta de Mayweather com Jose Luis Castillo, que costumava lutar para levar Mayweather ao limite.

Ele afirma que Cortez não lhe permitiria aplicar a mesma estratégia.

“Eu dei a ele uma boa corrida pelo seu dinheiro. Eu me sinto um pouco enganado para ser honesto com você, porque eu senti que não ia dar uma caixa com ele e não iria superá-lo, mas se me permitissem chegar perto, com certeza daria mais socos que ele. Eu nunca tive a oportunidade e é isso que sempre me corroeu – o árbitro nunca me deu a oportunidade “, explicou Hatton à BT Sport.

“A única pessoa que foi autorizada a ficar presa e intimidá-lo e a lutar perto foi Marcos Maidana e ele o empurrou muito perto. Foi permitido que Castillo se aproximasse e muitas pessoas pensaram que Castillo venceu, então cheirei um rato naquela noite com o árbitro e não acho que me deram um estalo razoável. ”

Leia Também  Blog de futebol | Messi cria um novo recorde no primeiro jogo pós-pandemia.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br
Luiz Presso
Luiz Presso